Saturday, 9 November 2013

Tidy Friday: flash!


BEM-VINDOS à Tidy Friday Flash! Uma Tidy pequenina mas que vai directa aos pontos da semana!

A TINY LITTLE RANT from a reader: 
I was sorely disappointed to notice that our beloved author Marillier was unable to come to Oporto once again. It has been a sad year for our city: 0 foreign authors have come to meet our wonderful city, while in Lisbon at least 3 of them marked their presence. Although I know that Marillier was always in good companion, I hope that one day the Publishing Houses will remember that there are more cities in Portugal than just Lisbon and the last time a foreign author was here: George R. R. he had more fans waiting for him in Oporto than in Lisbon. The city of Sintra is absolutely amazing and I hope that the view was enough to inspire you to write something based on our country!

Ponto nr. 1: Estive a sucumbir, destrui maços e maços de lenços, apeguei a minha gripe ao mundo e de repente depois de muito cházinho melhorei e estou outra vez boa!

Ponto nr. 2: Como estive dois dias de molho fiquei SUPER late na porra do NaNoWriMo, e os meus meninos não me deixam escrever nem fazer plot porque estão sempre ao murro ou ao estalo ou a roubar canetas bla bla! Ou seja I DON'T HAVE TIME! Estou umas 5000 palavras atrasada :( (ontem nao escrevi grande coisa, estava a 0 de inspiração).

Ponto nr. 3: Com esta cena das provas para os professores, vou-me juntar pela primeira vez aos professores e dizer: Finalmente, temos motivo para reclamar!


Ponto nr. 4: I am writing a book, portanto sim leitura vão estar muito paradas! Vou escrever a crítica do "O menino de Cabul", mas de resto vão ter de esperar um bocadinho! Bear with me, estou a tentar escrever um romance durante um mês!

Mas primeiro... o NaNoWriMo!


Progresso de escrita:


Hoje chego às 10 mil palavras e vá com sorte amanhã faço outro sprint para apanhar as diárias para ao menos parecer que estou a escrever uma coisa average. O problema é que como ainda planeei muito pouco do meio, vou estar igualmente a planear isso durante o fim de semana. Estou a ler diversos capítulos sobre meios porque, embora o enredo da Adosinda me tenha saído muito bem durante uma semana, este nem por isso. Acho que a falta de uma vilã ao início prejudicou um pouco a história. Comecei isto com um conflito entre personagens e um love interest e depois é que pensei numa forma de começar a história. Enfim, esperamos que eu tenha muitas epifanias e isso me ajude! :3

Professores:

(Normalmente aquela gente chata tipo os da STCP que estão sempre em greve)

Esta semana para além de estar a escrever, estive atenta ás notícias referentes à mnha profissão. Pela primeira vez sinto que o Sr. Crato está doido e que estou numa very bad plot, onde o vilão, o ministro é tão mau vilão que está chapado para os leitores as intenções da prova... Ora vejamos:

- No decreto de lei que saiu diz a data e valores monetários.
- Pelo que se vê nas notícias toda a gente menos os do quadro (e pelo que diz no decreto de lei pelos vistos foi o pessoal que já foi avaliado e tirou Bom é que esta dispensado);
- A prova custa 20€ e é obrigatória para se quisermos candidatarmo-nos ao Concurso Nacional.

Ora vejamos Vagas para Alemão: 0
Vagas para inglês são mais, quantas colegas minhas ficaram colocadas em inglês: 0!

Vou fazer a prova para me candidatar a um concurso que não vou ter lugar E QUE ESTÁ no diploma da faculdade que eu estou APTA a dar aulas e a concorrer ao Concurso Nacional??
CARALHO, a prova devia de ser para as múmias que já nem se lembra do que estão a dar muitas vezes porque dão as mesmas aulas over and over again não para criaturas que acabaram e sair da faculdade e acabaram de gastar 2000€ para terem de dar mais 20€ + 15€ para uma prova que já fizemos o ano passado. Eu sai da faculdade há um ano, ok? Eu sei que pelo menos o pessoal de letras PENA! Mas pena de uma forma que vocês nem imaginam. Uns desistem, uns tiram más notas, outros sobrevivem mas a custo.

Porque carga d'água só vou eu e outras criaturas que pelos vistos ainda não são do quadro fazer uma prova? Sabem porquê, sabem meus lindos? Primeiro porque estamos falidos e o ministro precisa de dinheiro para ir dar aos colégios, segundo porque o nosso sistema de ensino continua ... uma valente MERDA! Tipo o que sai da boca da Margarida Rebelo Pinto! Porque é que UM exame, UUUUMMM deve ditar se eu vou à merda do concurso quando passei UM ano a fazer testes, dar aulas, fazer uma tese? 

E vocês dizem: então, mas estás mais que preparada para fazer a prova!
Mas eu nem sei o que caralho vai sair! Vai sair uma matriz, não vai? Ninguém sabe como vai ser o exame, quem vai corrigir etc! Vocês aceitavam pagar para fazer uma prova da qual não sabiam nada, só a data e o pagamento?

E é isto que lixa os professores, o não saber! Nenhum aluno gosta de ir às cegas para um teste e um professor muito menos. Por isso, por favor parem lá com as palas e a verem só exames aqui e acolá e comecem a pensar em fazer algo realmente produtivo para os professores como acções de formação. Mas acções de formação a sério. Coisas que nos ajudem como professores a melhorar, porque se sair por exemplo um Sistema de Lei de Bases e um professor não souber isso, é grave, mas pior é o professor que não sabe ensinar e isso não há exame no mundo que dê para ver se um professor sabe ensinar ou não! Não há, nem nunca vai haver! Por isso voltamos ao início, isto é mesmo uma forma de sacar guita e começar a baixar os candidatos para o concurso nacional.

Agora vou escrever que tenho muito para recuperar!

2 comments:

  1. Olha, hoje não gostei muito. Motivos:
    1. Só agora é que achas que o Crato está maluco e que há razões para protestar? Tens andado desatenta. Anda tudo doido há muito tempo e o ensino público, aquele que garante que há um mínimo de igualdade entre as criaturas deste país, está a estourar. Este exame é só mais uma medida de um ministério que não respeita os seus próprios funcionários.
    2.... Errrr....múmias? Múmias??? A sério? De repente, senti-me enfaixada em papel higiénico e não gostei, depois de tantas conversas que temos tido! Primeiro, as múmias também fizeram esse percurso: curso, estágio, etc. Segundo, lidam com os jovens diariamente há anos. Terceiro, cada fase tem as suas vantagens, a maior da juventude será o dinamismo, a do tempo é a experiência. Não são todos bons? Pois não, mas os jovens também não vão ser todos bons. Ganharíamos em trocar conhecimentos e ideias, sem insultos, que tenho muito respeito pelos colegas que estão a tentar dar os primeiros passos nesta profissão cada vez mais difícil.
    Mais, não foram os professores dos quadros que inventaram o exame, nunca conheci nenhum, mais múmia ou menos múmia, que concordasse com ele. E, sim, também nós sabemos que é uma forma de sacar dinheiro e manter mais pessoal fora do ensino, uma idiotice e uma estupidez.

    ReplyDelete