Tuesday, 1 October 2013

A fórmula do amor

A fórmula do amor
Álex Rovira, Francesc Miralles
Editora: ASA
326 páginas

A minha reacção quando comecei a ler o livro: OMG, OMG, OMG É AGORA! Vou finalmente leeer este livro!

"A fórmula do amor" combina acção com mistério, um toque muito leve de policial com um pouco de romance e claro, a vida de Einstein.

Sinopse:
"Poucos se atrevem a ver com os seus próprios olhos e a sentir com o seu próprio coração." Albert Einstein Existe uma força poderosa que pode mudar a nossa conceção do universo e da própria vida. Albert Einstein descobriu-a através de uma equação matemática. Estranhamente, decidiu mantê-la secreta. Mas a bela e enigmática Sarah e o desencantado Javier estão decididos a desvendar o último enigma de Einstein. A sua única pista: a filha secreta do génio alemão, que pode possuir a chave do mistério. De Zurique a Belgrado e Nova Iorque, Sarah e Javier seguem os passos do cientista mais famoso de todos os tempos, numa missão perigosa e surpreendente. O que ignoram é que a sua aventura em busca da Grande Revelação será acima de tudo uma viagem à descoberta das profundezas de si próprios...  Uma experiência metafísica e iluminadora, um romance que nos abre as portas de um mundo invisível e transformador: o nosso coração.

O livro tem um toque de identidade espanhola muito semelhante a Ricardo Menéndez Salmón, é daqueles livros complexos mas que conseguem ser quase um page turner com uma estrutura muito semelhante aos livros anglo-saxónicos. Para quem quer saber mais sobre a vida de Einstein, a história vai percorrendo vários pontos principais, recorrendo ainda a várias teorias para estabelecer uma ponte entre a personagem e a pessoa real. 

A relação entre Javier e Sarah é um misto de emoções. Javier sente-se atraído por ela, embora quando é rejeitado opta por se focar no trabalho, ao passo que Sarah o seduz e nota-se que sente algo mais que só desejo por Javier. O romance entre as duas personagens complementa a obra, mas não é o essencial. Para quem pouco sabe da vida de Einstein, Miralles e Rovira conseguiram mostrar ambos os lados do cientista: um homem por vezes cruel, arrependido, que errou, mas que passou o resto da vida a tentar remediar os seus erros.

Os autores conseguiram mostrar que a racionalidade e por vezes as ciências exactas não são tudo. Há sempre o lado mais sentimentalista e que é esse que deve ser valorizado: é essa a mensagem do livro. Que a pessoa mais racional e inteligente à face da terra não consegue viver sem o amor dos seus mais próximos e, parecendo que não, é uma excelente mensagem de equilíbrio. Equilíbrio este, que se encontra expressado nas partes nas quais o livro está dividido. 

Há uma harmonia de sentidos envoltos na história e nas personagens que faz com que “A fórmula do amor” seja um livro excelente para quem gosta dos dois lados da vida.

No comments:

Post a Comment