Thursday, 11 July 2013

The Silver chain

The Silver Chain
Primula Bond
Editora: AVON
400 páginas
Publicação: 15 de Agosto 2013

Sinopse:
Bound by passion, she was powerless to resist.
One dark evening in London, photographer Serena Folkes is indulging her impulsive side with a night-time shoot. But someone is watching her – mysterious entrepreneur Gustav Levi. Serena doesn’t know it yet, but this handsome stranger will change her life forever…
Serena is fascinated by Gustav, the enigmatic owner of the Levi Gallery, and she soon feels an irresistible pull of attraction. The interest is mutual, and Gustav promises to launch Serena’s photographic career at his gallery, but only if Serena agrees to become his exclusive companion.
To mark their agreement, Gustav gives Serena a bracelet to wear at all times. Attached to it is a silver chain of which he is the keeper. With the chain Gustav controls Serena physically and symbolically – a sign that she is under his power.
As their passionate relationship intensifies, Gustav’s hold on the silver chain grows stronger. But will Gustav’s dark past tear them apart?
A seductive and beautifully written novel for erotic romance fans. The Silver Chain is the first in the sexy, passionate and addictive Unbreakable Trilogy by Primula Bond.


Os livros de erótica sempre representaram um nicho de mercado bastante pequeno, até que a editora Quinta Essência decidiu apostar no romance feminino, alguns com incidência neste tema. Talvez seja por isso que as cinquentas sombras de Grey se tornaram tão popular num mercado português completamente seco de livros sado-masoquistas e neste momento a invasão de livros com a mesma temática esteja a fartar os consumidores que querem eróticos mas diferentes. Para quem acompanhava o mercado estrangeiro não sofria dessa sede de livros eróticos masoquistas, visto que o mercado anglo-americano sempre deu lugar para a erótica se mostrar. Assim, “The Silver chain” vem misturar certos temas que se tornaram clichés com algo de novo e no fim o cliffhanger deixa-nos à espera de algo mais. Sendo uma trilogia, o momento final do livro não deixa ver como será o próximo volume da série, no entanto como leitores deste primeiro livro só podemos esperar que não siga a mesma estrutura que o 50 shades ou a série Crossfire.

“The silver chain” tem um ponto extra que os livros da moda não têm, uma espécie de trunfo que algumas reviewers estrangeiras decidiram ignorar – a escrita britânica e descritiva da autora, que está longe de ser aborrecida. Na verdade é algo que funciona muito bem neste livro, é um dos poucos elementos novos numa moda saturada. Primula Bond vive em Winchester, UK e faz das suas frases elementos emotivos para capturar o leitor. 
As personagens ainda que sigam o cliché mudam e evoluem: Gustav, ao contrário de Grey, quer mudar e não quer continuar viciado na vida masoquista. Ele vê em Selena, uma aliada que o pode ajudar a concentrar-se no amor e numa relação saudável ao invés de uma relação baseada apenas em sexo, desejo e poder. Ele quer ser “curado” deste meio tóxico de exagero, mesmo que isso leve algum tempo e possa perder Selena de seguida. Selena é uma mulher com alguma experiência sexual mas que deseja algo mais e Gustav vê nela uma fotógrafa excelente e uma mulher que não o irá abandonar. Os diálogos entre os dois são muitas vezes estranhos, o que pode provocar alguma confusão nos leitores habituados a livros românticos, mas que no fundo caracterizam bem o estado de Gustav. 

I’m not your anything.’
‘You are. You nearly were just then. You got me worked up like some kind of horny teenager! Perhaps it’s a good thing that we didn’t – that wasn’t exactly the setting I had in mind when I drew up that contract. But we’re off-piste now. I’m trying to tell you how captivating you are. You always have been, you little sprite. Your photographs are magical enough, but it’s you that grabs me.’ He takes the silver chain out of his pocket and clears his throat. ‘It’s you.’
I take a sip of chocolate. The sugar hits me immediately and decisively. ‘I thought I was just another scared, pained, angry woman. You prefer us vulnerable, don’t you?’
‘Yet again I’ve expressed myself clumsily.’ He frowns down at the silver thread. ‘Because that sounds as if I revel in causing you pain. (190)

A comunicação entre o casal é um factor importante. Muitas vezes Gustav mostra a sua dificuldade em expressar-se por palavras, que leva Selena a interpretá-las de outra forma. O casal apenas pode ser feliz quando ambos estão em sintonia e se sintam confiantes um no outro de forma a expressarem-se sem medos ou limites.

Ainda que seja um romance BDSM, o sexo não ocupa um espaço muito importante. Durante a narrativa, Selena questiona-se porque é que Gustav não a beija e o beijo representa um acto intimo, apaixonado que sela a relação ao invés do sexo.

“The Silve chain” tem um início bastante promissor, especialmente para quem está farto da mesma estrutura e quer algo mais profundo com uma escrita mais elaborada. Provavelmente nunca venderá o suficiente para chegar a Portugal, mas muitos livros internacionais não chegam às nossas prateleiras.

1 comment:

  1. Tambem tenho esse para ler, mas nao ando com humor para eroticos. Já tenho e saudades dos meus historicos.

    ReplyDelete