Tuesday, 14 May 2013

A lenda

A Lenda
Inês Cardoso
Editora: Chiado Editora
260 páginas

Sinopse:
Quando Alice vê a coruja pela primeira no dia em que tudo muda, nunca espera voltar a ter outro encontro com este animal nocturno tão inteligente. O que acontece depois é ainda mais inesperado e causa uma reviravolta na vida de Alice.
Quando se vê num novo mundo severamente controlado pela violência, Alice pode apenas contar com o misterioso rapaz que ajuda a desvendar os segredos bem escondidos desta nova sociedade e que lhe conta acerca da Lenda que é a única esperança que resta a este povo condenado. Mas poderá mesmo Alice confiar neste rapaz? Será ela a verdadeira Alice da Lenda? Uma ida ao castelo pode mudar a perspectiva de Alice face a tudo o que sempre pensou ter como garantido.
Primeiramente baseado no conto tradicional de Alice No País das Maravilhas, este livro mostra-nos um País das Maravilhas muito diferente do que todos conhecemos, baseando-se também nas emoções fortes vividas durante a adolescência, essencialmente o amor, o medo e a vingança.

"A lenda" é um livro escrito por uma rapariga de 16 anos que, consegue por vezes bons momentos narrativos, mas por outros a idade da autora cobre uns momentos menos bem conseguidos. Isto poderia muito bem ser uma fanfiction de Wonderland, mas em vez de uma coelho temos uma coruja, a Alice está lá, o Hatter também e a Raínha de copas, embora não se chame assim, Carmen é o seu nome, também temos uma raínha má e tirana. A nível de narrativa, a estrutura está boa. A história está bem criada para algo que começou como fanfiction, companha-se bem , tem alguns pedaços de worldbuild que se pode acompanhar sem recorrer ao infodump e transmite valores ainda que básicos como a amizade, coragem e o bem contra o mal, onde o bem sempre vence.

Os momentos menos bem conseguidos, são, através da personagem de Alice (que é um pouco cliché), que não se pode deixar de pensar ser um alter-ego da autora. Ela própria refere-se como alguém anti-social que não precisa de amigos, e só quer proteger a mãe. É "mais madura para a idade" e lê Shakespeare porque gosta (yeah right). Ora bem, uma coisa que os autores jovens de hoje em dia têem de parar de fazer é isto. Eu conheço quem tenha lido Shakespeare aos 14 anos e sabem o que pensaram? Que horror! Shakespeare é uma bosta. Porque sim, essa é a reacção normal de um adolescente. Já não é a primeira vez que vejo isto em livros de autores jovens, onde a personagem adolescente lê clássicos e adora. Outra coisa a verificar é que a Alice apaixona-se demasiado facilmente, quer casar e para variar torna-se boa caçadora num instante (ainda que depois caía e quase morre, bem isso podemos passar à frente). Quanto ao Hatter querer casar, parece-me normal, ele vem de um mundo diferente, tradições diferentes, agora uma rapariga do século XXI de 15 anos querer casar-se não é ser mature, é ser precipitada, e Alice é-o muitas vezes. A personagem de Hatter está bem desenvolvida, mas a personagem principal tornou-se irreal.

Por fim, "A lenda" é um bom livro de YA para aqueles leitores mais jovens (idades entre os 12-18 anos), que também serve para os adultos embora estes consigam detectar estas pequenas falhas típicas de um romance escrito por uma jovem. Talvez no próximo livro a autora tenha tido estas partes mais em consideração. Afinal é a escrever e receber críticas que se aprende!

No comments:

Post a Comment