Sunday, 30 December 2012

Os melhores e os piores de 2012 [atenção contem vídeos]

Primeiro gostaria de avisar para colocarem os fones e o som no máximo.
Em segundo gostariam que não se assustassem, this is amateur stuff.
Terceiro, and above all, enjoy =3 Este é o post que se repete todos os anos, onde faço o balanço das leituras, o melhor e o pior. Este ano temos ainda um brinde das desilusões (e ainda nem toquei no álcool). 


Amanhã não percam ainda, os melhores livros lançados em 2012 para serem lidos em 2013!


Os melhores





(a cara de sofrimento por ter acabado)


1.       Flowers for Algernon
2.       Paradise Lost
3.       Henry & June
4.       Katherine
5.       A noiva despida
6.       Adrift on the sea of rains
7.       Dearly departed
8.       Her own devices
9.       Série “Os canticos de Serafim”

Os piores


(a cara de satisfação)


1.       House of pleasure
2.       50 shades of grey
3.       Potent pleasures
4.       Beguilding he beauty
5.       Viridis
6.       Memórias de um vampiro
7.       Sob o céu de Paris

As desilusões: 

1. Incarceron 



Um livro pseudo-Steampunk que tinha tudo para ser lindo (ai prisões *.*) e a autora estragou tudo com as suas personagens uni-dimensionais e história boring! WHYY????

2. O fim chega numa manhã de nevoeiro 



Fantasia urbana tuga? Uhhh queremos? Ou será que queremos mesmo? Aprendam meninos, quando querem escrever sobre Portugal, deixem D. Sebastião em paz! Existiram tantos outros reis que podemos dar tau-tau que D. Sebastião já é uma seca (e também era ruivo, por isso defendo-o! Leave D. Sebastião alone nau!)

3. Nas asas do amor 



Um livro que começou muito bem, mas que desmoronou por completo quando a personagem principal feminina deixou que a religião dominasse por completo a sua vida. Personagens falsas, hipócritas  com história a arrastar-se. Declaro que o livro precisa de muita água-benta!

4. Onde está o branco em ti?



Um livro que prometia uma história de amor e saiu-me um trambolho cheio de passagens pseudo-filosóficas. As personagens são irreais e fica-se com uma noção errada dos jovens. Um retrato que poderia ser a nova "Lost Generation", mas que acaba por deitar essa ideia fora devido à imaturidade literária do autor. 

7 comments:

  1. U gotta be F*cing kidding me. Foste ao cabeleireiro e tudo? :D

    ReplyDelete
  2. Adorei os vídeos. Eu até tenho medo da Kate Pearce... mê Deus... :( Enfim, já disse no facebook, Incarceron foi uma desilusão. Ouvi na rádio em meados de Maio (acho eu, ou Junho? Não sei) e fiquei com a pulga atrás da orelha... Demorei mais de 3 semanas para ler aquilo :S andei a mastigar, a mastigar, até que um dia me passei dos carretos e li o que restava de empreitada! E foi assim que o sofrimento acabou! :)

    Para ler 'Steampunk', comecei mal. Não voltei a tocar noutro do mesmo género... Por falta de oportunidade, de dinheiro e também de vontade. A ver se volto à carga, desta vez, com um melhor (o 'meu cérebro' agradece :P )

    Da lista não li mais nenhum...

    ReplyDelete
  3. Olá Ana,
    Gostei tanto, mas que bem :)

    Os melhores, não li quase nada do que tu leste.. Fiquei com vontade de ler alguns, mas tenho de esperar que o meu inglês manhoso melhore. "Nos entretantos" quero ver se leio "A Noiva Despida", Anne Rice e li "Eterna Saudade" em PT que também gostei muito.

    Os piores... Este ano embora também não tenha lido muitos autores portugueses, o que li também gostei pouco. Em relação a Kate Pearce também me faz imensa confusão, comecei a ler e pus de parte (portanto subscrevo o que dizes). Já Eloisa James e Sherry Thomas, do que li até agora não me posso queixar porque até gostei (li o que esta publicado pela QE).

    As tuas desilusões... Recebi o Incarceron no Natal cativada pela sinopse -.-'
    Sarah Sundin, a mulher é mesmo muito religiosa, ou bem que tentas espremer o sumo do contexto de época e, nesse ponto em particular o 2.º está muito ao retratar combates no ar, ou então esquece.
    Ricardo Antunes não li, gosto dos teus conselhos, não devo ler.

    Boas leituras.

    ReplyDelete
  4. T, lavei o cabelo XD É quase a mesma coisa, mas gastei menos dinheiro XD

    ReplyDelete
  5. Ah, esqueci-me de dizer uma coisa: quero ler Anaïs Nin... fiquei deslumbrada com a tua crítica, mas ainda não encontrei o livro. Encontrei um outro na fnac (cujo título já não me recordo) :P quero ler, quero, quero, quero :P

    *.*

    ReplyDelete
  6. Ui, tão sexy! xD

    Não li nenhum dos livros de que falaste. Tenho ali as 50 sombras de branco, que ganhei num passatempo, mas não devo pegar-lhe tão cedo.

    ReplyDelete
  7. A-d-o-r-e-i o formato destas análises e a franqueza, descontracção e know how a que a Ana já nos vem habituando.

    E. L. James é aquela base, mas como tortura literária de 2013 vou obrigar-me a ler aquilo tudo lolololol

    Kate Pearce, o que li gostei, mas é o segundo da série, fico à espera dos seguintes e tenho o primeiro em lista de espera para ler.

    Tenho de ler Nin, portanto, prometo que este ano arranjo um buraquito na agenda e peço-te o livro emprestado.

    Bom ano e boas leituras amiga!

    ReplyDelete