Sunday, 4 November 2012

Desafio literário português: update

O que foi lido até agora:


  • O fim chega numa manhã de nevoeiro - Renato Carreira;

Um livro de fantasia urbana pouco explorado, que tenta ressuscitar o saudosismo típico português ao tentarem trazer de volta D. Sebastião à vida. Eu cá acho que devem deixar o sr. em paz, até porque há reis tão mais interessantes do que maníacos com visões.


  • Amor Carnal - Pedro Pinto;

Livro erótico na linha de Henry Miller com sensibilidade poética. Uma boa leitura.


  • A vingança do lobo - Vítor Frazão;

Livro de dark-fantasy com história e personagens sólidas que só pecou pela revisão incompetente da editora. Um livro muito bom.


  • Escritos dos Ancestrais - Rodrigo McSilva;

Um livro de fantasia épica que deveria ter um editor mais atento, devido ao grande número de personagens e pouca capacidade de envolver o leitor na história.


  • O teu relâmpago na minha paz - Luís Miguel Raposo;

Escrita poética, mas com uma história pouco convincente. Ideal para quem gosta de escrita poética, mas pouco desenvolvimento da história.

  • Demência - Célia Loureiro;

Uma história que nos leva de volta ao interior de Portugal, com personagens do nosso quotidiano, embora com uma estrutura anti-climax e muito tell antes de show.

  • O teu rosto será o último - João Ricardo Pais;

Para um livro que ganhou o Prémio LEYA, desilude. Parece um amontoado de estilos de vários autores consagrados diferentes numa história confusa e sem fio.

  • A verdadeira invasão dos marcianos - João Barreiros;

Cyberpunk + steampunk português com uma prosa atraente e um final surpreendente. Um livro obrigatório em todas as estantes portuguesas.

  • Memórias de um vampiro - Rafael Loureiro;

Livro pouco sólido que deveria ser uma fanfiction de "Vampire, The Masquerade". Muito atabalhoada, com infodumps, clichés e personagens pouco credíveis.

  • Amor entre mulheres - Catherine Vasconcellos;

Ficção lésbica com pouco erotismo. Ritmo um pouco apressado mas com um final feliz, capaz de satisfazer os mais românticos.

  • Ascensão de Arcana - Rafael Loureiro;

Continuação de Memórias do vampiro, com os mesmo erros do volume anterior. Personagens a ficarem cada vez mais irritantes e o autor tentou esticar uma história de forma inútil.

  • Alex 9 a guardiã da espada - Bruno Martins Soares ;

A introdução de uma saga com mistura de Ficção Científica mais fantasia. Algumas escolhas menos infelizes na construção de algumas personagens e de história. Tem um ritmo apressado.

  • O penico do céu - Hermínio C. Fransisco;

Romance que retrata uma aldeia e a sua evolução desde a sua criação no tempo de D. Afonso Henriques até à actualidade. Algum humor por parte do autor e uma vontade de ler mais títulos deste senhor, sem esperar nada de mais.

  • Downspiral - Anton Stark;

O primeiro livro Steampunk fantasia português, com um bom domínio de vocabulário, mas alguns erros típicos de uma primeira obra.

  • Alma Rebelde;
Um livro de época português muito bem escrito, com emoção, capaz de fazer corar autoras estrangeiras como Sherryl Thomas! Um bom motivo para apoiar o que é nacional!

  • A bondade dos estranhos - João Barreiros;

Menos genial que "A verdadeira invasão dos marcianos", mas ainda melhor do que muitos livros que estão nas lojas. Peca pelo excesso de palavras inglesas no início do livro e por um twist que nunca chega a acontecer ( ao contrário da invasão dos marcianos, cujo twist final dá um gosto doce ao leitor)


  • Contos de outros tempos;

Antologia com os melhores contos portugueses do século XIX. Uma leitura boa, cujos contos nunca chegam a desiludir (exceptuando o do Eça! Damn you, Eça, You were the chosen one)




Tenho para ler:
- Os dias da febre;
- Quando Lisboa tremeu;
- Inverso;
- Afonso Henriques, o homem e muitos na wishlist!

No comments:

Post a Comment