Sunday, 14 October 2012

Teaser do texto sobre Anaïs Nin

A convite do blogue "Os livros nossos" escrevi um textinho sobre a experiência que foi ler o livro "Henry & June" de Anaïs Nin. A verdade é que lamentei não conseguir escrever uma crítica imparcial, mas é de todo impossível ficar serena depois de ler este livro.

Aqui fica o teaser do texto do livro:

Muito sinceramente não há elogios suficientes para este livro. O ano passado não consegui escrever uma crítica para o livro da autora Ursula Le Guin “A mão esquerda das Trevas”. Qualquer palavra referente ao livro que não fosse “perfeito” parecia-me escusada e grosseira. Com este acontece o mesmo. Tremo só de pensar que um dia vou voltar a ler Nin e a ver os meus demónios outra vez abertos. Sim, também eu quero escrever sobre aquela mulher que quis beijar e nunca tive coragem. Quero beijá-la no papel. Tenho inveja da Nin! Ao mesmo tempo sei que a autora criou na sua vida tantas mentiras que precisava de as escrever para não se esquecer delas..


Henry & June
Anaïs Nin
Edição/reimpressão: 1994
Páginas: 224
Editor: Editorial Presença
PVP: 15,11€

Sinopse:
Paris, Dezembro de 1931. Anaïs Nin conhece o escritor Henry Miller e a sua mulher June, e regista esse facto no seu diário. É esse relato íntimo que agora se publica e nele Anaïs revela todos os sentimentos de angústia, felicidade, êxtase, tristeza, que marcaram uma relação vivida até aos limites do erotismo e da paixão. Henry é a genialidade, a virilidade física e intelectual; June, a beleza, o mistério das forças ocultas do desejo. Juntos revelam-lhe o outro lado da vida, que as obras de Miller tão cruamente descreviam, e será através desse exacerbamento e dessa perturbação que Anaïs Nin virá a descobrir-se a mulher e a escritora que tanto marcou a literatura do nosso século. «Henry & June» é simultaneamente um documento de valor histórico e o diário íntimo de uma paixão que transgrediu todas as convenções. Um belo livro que o cinema adoptou.

1 comment:

  1. Nunca vi o filme, penso eu, nem o livro, mas agora fiquei curiosa... Tanto para ver o filme, como para ler o livro!

    ReplyDelete