Monday, 8 August 2011

There is something wrong with me... it may be not you, it may very well be me

Já consegui ler livros de autores que não gostei para aí além, espectativas demasiado elevadas levavam-me a pegar neles e a esperar algo de muito bom. Isto passou-se com Anne Bishop e George R. R. Martin. Onde muitas pessoas viam uma história linda, um escritor brilhante eu não vi nada demais. Pensei que as desilusões na fantasia estavam concluídas até que um amigo meu (muito querido) adorou o Aprendiz de Feiticeiro da Robin Hobb e decidiu emprestar-mo. O início é lento, muito lento. A Robin Hobb não sabe como cativar uma pessoa para a história, demora-se, a história nunca mais avança e quando algo acontece, esse algo é repetido ad naeuseum. Se me pediriam para resumir o livro numa frase diria que o primeiro volume da Saga do Assassino consiste num rapaz bastardo (e tudo roda à volta dele) que é ensinado por várias pessoas. A descrição do mundo que a Hobb criou é bastante reduzido pelo menos até às páginas que aguentei. O único motivo pelo qual aguentei até mais de metade do livro foi devido à escrita da autora. Bonita, cativante, infelizmente não acrescenta nada de novo ao mundo da Fantasia. É só mais um livro nas estantes... Não sei se devo fazer uma pausa no ramo da Fantasia e dedicar-me a outros géneros (FC/ romance histórico), não quero ser injusta nas críticas, simplesmente parece-me que os livros que tenho lido de fantasia têm sido descuidados a nível de sentido e depth. Pode ser que ao voltar a livros mais antigos, encontre algo que me satisfaça...

No comments:

Post a Comment