Wednesday, 8 September 2010

Coraline

Coraline e a Porta Secreta
Neil Gaiman
Páginas: 120
Tradução: Inês Aboim Borges
Colecção: Estrela do Mar
Editora: Editorial Presença



Neil Gaiman, you did it again. Não sei como ele o faz exactamente. Não sei se é o seu ar horripilantemente charmoso, que tem um certo quê de Tim Burton com feições britânicas, que nos levam a suspirar por cada palavra que escreve. Coraline é uma Alice in Wonderland gótica, que também se deixa levar pelos seus sonhos. Enquanto Coraline representa a alienação das crianças de hoje em dia e a solidão, Alice, com os seus tabus da época nada mais era do que uma metáfora do crescimento e da descoberta sexual. Sendo assim podemos considerar Coraline mais adequado para crianças ou jovens. Em ambas as histórias existe um gato, mas um fica famoso por ser de Cheshire e outro simplesmente se chama gato. O facto de o gato não ter nome atrai para si um sentimento maravilhoso de identidade. Nós somos todos únicos independentemente do nome que nos é atribuído. Quando Coraline é confundida por Caroline, não é o facto de ela não gostar que o nome seja trocado. Simplesmente ela é Coraline e não Caroline. Se a chamassem rapariga era fácil de a identificar. Caroline, por outro lado, implica um nome próprio que não lhe pertence.

A simplicidade das palavras de Gaiman conseguem atingir miúdos e graúdos, contudo há sempre algo de macabro nas histórias inventadas pelo autor. Em “The Graveyard Book” Nobody Owens cresce e vive a sua infância num cemitério, em “Neverwhere” a dupla Mr. Vandemar e Mr. Croup eram capazes de causar um medo na espinha, em “Coraline” a outra mãe é uma bruxa, com olhos de botão, cujo maior desejo é ficar com a filha para sempre. Para isso Coraline terá de se livrar dos seus olhos e cosê-los com dois botões. O mundo moderno é assim - as crianças precisam de uma dose certa de terror, com uma dose q.b. de literatura juvenil.

Um livro muito mais complexo do que se poderá pensar à primeira vista. Well done, mr. Gaiman.

No comments:

Post a Comment